Cinco fatores pouco conhecidos que podem melhorar sua qualidade de vida.
27 de junho de 2017
Doenças tireoidianas na gestação e no pós-parto
19 de julho de 2017
Exibir tudo

Vitamina D: alguns fatos significativos

Também conhecida como a vitamina do sol, a vitamina D funciona como um hormônio e é produzida naturalmente pelo nosso corpo quando estamos diretamente expostos à luz solar. Também podemos obtê-la através de certos alimentos e suplementos.

A vitamina D é essencial ao nosso corpo e possui ações relacionadas principalmente ao metabolismo ósseo, promove a absorção do cálcio, controla a síntese do PTH, um hormônio que degrada o osso, e existem evidências também relacionadas a melhor performance muscular e a melhora na função do sistema imunológico. Níveis normais da vitamina D são fundamentais para o bom desenvolvimento dos ossos e manter seus níveis normais são necessários principalmente em pacientes com doenças ósseas, tais como osteopenia ou osteoporose.

Existem ainda outros benefícios adicionais da vitamina D. Pesquisas sugerem que ela também desempenha um papel importante no combate a doenças imunológicas, reduzindo o risco de esclerose múltipla (conforme estudo publicado no Journal of the American Medical Association em 2006).

A vitamina D tem sido motivo de muitas pesquisas e existem relatos de estudos mostrando que os níveis ótimos de vitamina D se relacionam com a redução da chance de desenvolver doenças cardiovasculares e com melhora da depressão.

Em outro estudo foi constatado também que, em pessoas com fibromialgia, a deficiência de vitamina D era mais comum.

Muitos fatores relacionados ao estilo de vida e ambientais podem afetar a nossa capacidade de obter quantidades suficientes de vitamina D através do sol. Por isso, cuidado com a deficiência! Os grupos de maiores risco para deficiência de vitamina D são:

  • idosos, principalmente maiores de 70 anos, pois tem uma pele com baixa síntese de vitamina D com a exposição solar;
  • obesos;
  • pessoas de pele escura ou aqueles com baixa exposição a luz solar direta ou uso de protetor solar;
  • usuários de medicações anticonvulsivantes ou corticoides;
  • ma-absorção intestinal ( cirurgias bariátricas);
  • gestantes;
  • doentes crônicos ou institucionalizados.

A boa notícia é que a deficiência da vitamina D pode ser diagnosticada pelo médico através de exame simples. Deficiências (diagnosticadas) desta vitamina, provavelmente, serão tratadas com suplementos diários ou semanais.

Fontes alimentares de vitamina D

Poucos alimentos contêm vitamina D naturalmente. Alguns alimentos que contêm vitamina D:

  • salmão;
  • sardinha;
  • gema de ovo;
  • camarão.

Pode ser trabalhoso obter, diariamente, vitamina D suficiente através da exposição ao sol e dos alimentos sozinhos. Nestes casos, suplementos podem ser indicados.

* O médico deverá ser consultado para orientar sobre o equilíbrio entre o uso do protetor solar e a produção de vitamina D.

Iniciar WhatsApp
Como posso te ajudar?
Olá!
Podemos te ajudar?