Diabetes Gestacional: Sintomas, Causas, Diagnóstico e Tratamento
5 de dezembro de 2018
Menopausa
7 de janeiro de 2019
Exibir tudo

Prevenção da Osteoporose: 15 dicas

A osteoporose é uma doença caracterizada pela diminuição da massa óssea, o que faz com que os ossos fiquem mais frágeis, aumentando o risco de fratura. Essa doença é silenciosa, não sendo normalmente notados sintomas e o diagnóstico é feito, na maioria das vezes, após a ocorrência de complicações: fraturas, por exemplo.

Fatores genéticos desempenham um papel significativo na determinação se um indivíduo está em risco elevado, ou não, de osteoporose. No entanto, fatores do estilo de vida, como dieta e atividade física, também influenciam o desenvolvimento ósseo na juventude e a taxa de perda óssea mais tarde.

Depois dos 20 anos, o desgaste ósseo é um processo natura. As mulheres jovens, em particular, precisam estar cientes do seu risco de osteoporose e tomar medidas para retardar seu progresso e prevenir fraturas.

Aqui estão alguns passos para diminuir o risco.

Alimentação

1. Beba leite e iogurte desnatado e queijos com baixo teor de gordura. São fontes saudáveis ​​de cálcio que e ajudam na construção de ossos mais fortes. Produtos lácteos fortificados também têm a vitamina D necessária para a absorção adequada de cálcio.

2. Coma peixe. Salmão, cavala e atum enlatado são ricos em vitamina D.

3. Inclua verduras no cardápio. Vegetais de folhas verdes têm muito cálcio, além do potássio e da vitamina K que precisa-se para bloquear a perda de cálcio dos ossos. As bananas também são fontes de potássio.

4. Sirva-se de soja. A soja contém cálcio e estrogênios vegetais e ajuda na manutenção da densidade óssea. Substitua a farinha convencional pela farinha de soja.

5. Não exagere na proteína. Alta ingestão de proteína pode aumentar a excreção de cálcio. O organismo gasta muito cálcio para processar a proteína.

6. Cuidado com o café. Limite a ingestão de cafeína ao equivalente a três xícaras de café por dia, já que a cafeína faz com que o corpo excrete o cálcio mais prontamente. O famoso café com leite é um exemplo de junção que não funciona bem.

7. Coma cebolas. Um estudo da Universidade de Berna, na Suíça, aponta que o consumo freqüente de cebola pode prevenir a osteoporose. Um grama de cebola por dia pode evitar um processo chamado reabsorção, no qual o osso perde cálcio e torna-se frágil.

Atividades Físicas

8. Exercícios físicos regulares, como musculação, caminhada ou dança são os melhores na prevenção da osteoporose.

A musculação exerce tensão nos músculos e ossos, ajudando a aumentar a densidade óssea e a fortalecer os ossos. A dança trabalha diretamente sobre os ossos das pernas, quadril e coluna, ajudando a retardar a perda mineral óssea. A caminhada ajuda a aumentar a densidade óssea, fazendo com que os ossos fiquem mais fortes.

Opções médicas

9. Realize exames periódicos. Testes de densidade óssea são a única maneira de prever seu risco de fratura e definitivamente diagnosticar a osteoporose. Todas as mulheres com mais de 60 anos devem ser examinadas, bem como mulheres mais jovens na pós-menopausa com um ou mais fatores de risco para osteoporose.

Quando repetidos em intervalos de um ano ou mais, os exames podem determinar a taxa de perda óssea e ajudar a monitorar os esforços de prevenção.

10. Verifique sua altura periodicamente. Uma perda de 3 centímetros, ou mais, pode ser sinal de osteoporose.

11. Procure tratamento. Fale com o endocrinologista sobre as condições que podem ameaçar a densidade óssea e quais contramedidas pode ser ecessário. As condições incluem hiperparatireoidismo, hipertireoidismo, hipogonadismo, certos distúrbios intestinais e renais e certos tipos de câncer.

Fatores de Estilo de Vida

12. Parar de fumar. A nicotina, presente no cigarro, pode comprometer a absorção de cálcio, mineral essencial na composição do ossos.

13. Evite o excesso de álcool. O excesso de álcool também impede que o corpo absorva o cálcio adequadamente. Limite-se a uma dose por dia para as mulheres e duas doses por dia para os homens.

14. Cuidado com a depressão. A depressão faz com que seu corpo produza cortisol, um hormônio relacionado ao estresse que extrai os minerais dos ossos. Um estudo mostrou que mulheres com depressão clínica tinham menor densidade óssea em seus quadris e espinhas.

Endocrinologista

15. Em caso de suspeita, procure um endocrinologista, que poderá conduzir seu diagnóstico e tratamento de maneira adequada e tranquila.

Lembre que todos os medicamentos possuem efeitos adversos e devem ser usados de acordo com a orientação do seu médico.

Para saber se o médico é endocrinologista, associado à SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia) , procure aqui.

Para ler mais sobre osteoporose, clique aqui.

Iniciar WhatsApp
Como posso te ajudar?
Olá!
Podemos te ajudar?