Endocrinologia
Endocrinologia: você sabe de que forma o endocrinologista pode ajudar? Conheça, aqui, os campos de atuação.
30 de outubro de 2018
Diabetes Gestacional: Sintomas, Causas, Diagnóstico e Tratamento
5 de dezembro de 2018
Exibir tudo

Diabetes: como evitar complicações?

O que é diabetes?

O diabetes é uma doença crônica, não transmissível, que ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente ou quando o corpo não consegue mais utilizar de maneira eficaz a insulina que produz. A insulina é o hormônio que regula a glicose no sangue e é fundamental para manutenção do bem-estar do organismo, que precisa da energia dela para funcionar. No entanto, altas taxas de glicose podem levar a complicações no coração, nas artérias, nos olhos, nos rins e nos nervos. Em casos mais graves, o diabetes pode levar à morte.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, existem atualmente, no Brasil, mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença, o que representa 6,9% da população nacional.

Tipos de diabetes

O diabetes pode se apresentar de diversas formas e possui diversos tipos diferentes.

– Diabetes Tipo 1

Acontece quando a produção de insulina do pâncreas é insuficiente, pois suas células sofrem de destruição autoimune. O pâncreas perde a capacidade de produzir insulina em decorrência de um defeito do sistema imunológico, fazendo com que nossos anticorpos ataquem as células que produzem a esse hormônio. O diabetes tipo 1 ocorre em cerca de 5 a 10% dos pacientes com diabetes.

– Diabetes Tipo 2

É muito mais frequente e representa cerca de 90-95% de todos os casos de diabetes. Afeta a forma como o corpo metaboliza a glicose, principal fonte de energia do corpo. A pessoa com diabetes tipo 2 pode ter uma resistência aos efeitos da insulina – hormônio que regula a entrada de açúcar nas células – ou não produz insulina suficiente para manter um nível de glicose normal.

Ao contrário das pessoas com diabetes tipo 1, as pessoas com diabetes tipo 2 produzem insulina. Entretanto, o corpo pode criar uma resistência à insulina – ou seja, ele não responde da forma como deveria à ação da insulina e não a utiliza corretamente.

– Diabetes Gestacional

É a a condição em que uma mulher sem diabetes apresenta níveis elevados de glicose no sangue durante a gravidez. A diabetes gestacional geralmente manifesta poucos sintomas. No entanto, aumenta o risco de pré-eclampsia, depressão e necessidade de uma cesariana. Os bebés de mães com diabetes gestacional tratada de forma ineficaz apresentam risco acrescido de macrossomia, de baixos níveis de glicose após o nascimento e de icterícia. A longo prazo, as crianças apresentam maior risco de sobrepeso e de desenvolver diabetes do tipo 2.

Como evitar complicações: dicas

Manter o diabetes sob controle ajudará a evitar problemas de saúde. Veja o que você pode fazer.

– Perca o peso extra. Perda de peso é um dos objetivos do tratamento do diabético com sobrepeso.

– Verifique sua glicose com frequência. Faça o teste de acordo com o recomendado pelo seu endocrinologista. Além disso, anote-o para que você possa acompanhar seu progresso e observe como a comida e a atividade afetam seus níveis.

– Realize o exame de hemoglobina glicada (HbA1C ou A1C). A maioria das pessoas com diabetes tipo 2 deve procurar um A1C de 7% ou menos. Pergunte ao seu endocrinologista com que frequência você precisa fazê-lo.

– Monitore a ingestão de carboidratos. Ajuda a manter o açúcar do sangue sob controle. Escolha carboidratos ricos em fibras, como verduras, frutas, feijões e grãos integrais.

– Controle seus níveis de pressão arterial, colesterol e triglicérides. O diabetes aumenta a probabilidade de doenças cardíacas, por isso fique atento à sua pressão arterial e colesterol.

– Exercite-se. O exercício regular pode ajudar a alcançar ou manter um peso saudável. O exercício também reduz o estresse e ajuda a controlar a pressão arterial, o colesterol e os níveis de triglicérides. Faça pelo menos 30 minutos por dia de exercícios aeróbicos 5 dias por semana.

– Durma bem. Privação de sono eleva a vontade de comer e pode engordar, o que leva a problemas de saúde. Pessoas com diabetes que dormem o suficiente muitas vezes têm hábitos alimentares mais saudáveis e melhoraram os níveis de açúcar no sangue.

– Gerencie o estresse. Estresse e diabetes não se misturam. O excesso de estresse pode elevar os níveis de açúcar no sangue.

– Consulte o seu endocrinologista. Faça um checkup completo pelo menos uma vez por ano. Em seu exame físico anual, certifique-se de fazer um exame oftalmológico dilatado, um exame de pressão arterial, um exame de pé e exames para outras complicações, como danos nos rins, danos nos nervos e doenças cardíacas.

Lembre que todos os medicamentos possuem efeitos adversos e devem ser usados de acordo com a orientação do seu médico.

Para saber se o médico é endocrinologista, associado à SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia) , procure aqui.

Para ler mais sobre diabetes, clique aqui.

Iniciar WhatsApp
Como posso te ajudar?
Olá!
Podemos te ajudar?