Hipertireoidismo : quando sua tireóide se torna muito ativa
30 de novembro de 2019
Perimenopausa
24 de janeiro de 2020
Exibir tudo

Cirurgia Bariátrica: como saber se é indicada para você.

A cirurgia bariátrica é uma operação que ajuda na perda de peso, onde fazendo alterações no sistema digestivo serão feitas de forma a diminuir o tamanho do estômago, reduzindo a capacidade gástrica ( reservatório) e tb reduzindo o apetite. O procedimento é feito quando o “tratamento conservador” ( estilo de Vida + Medicamentos) não causam mais efeito no paciente obeso, necessitando de uma intervenção médica. Se você está pensando em fazer provavelmente deve ter muitas perguntas.

Embora já existam algumas boas opções de remédios disponíveis para os que lutam contra a obesidade, a cirurgia bariátrica oferece às pessoas uma boa oportunidade de perder peso e mantê-lo. No entanto, fazer uma cirurgia é para alguns uma decisão muito difícil e até assustadora. Estou aqui pra te ajudar!!! O medo de passar por um procedimento cirúrgico é comum entre os que pensam em fazer a cirurgia. Alguns podem se perguntar se são candidatos. Outros estão sofrendo pressões de familiares e amigos para não realizarem a cirurgia.

Todos os pacientes que consideram a cirurgia bariátrica devem atender a diversos critérios específicos antes do procedimento. Esses critérios são baseados em padrões e incluem:

  • IMC acima de 40 ou acima de 35 com 2 ou mais comorbidades associadas;
  • Insucesso do tratamento clínico;
  • Avaliação com o Médico Endocrinologista;
  • Avaliação com o Psicólogo;
  • Avaliação com o Nutricionista;
  • Consulta com o Cirurgião Gástrico;
  • Avaliação com um Médico Clínico Geral.

Preparativos

Uma vez constatado que o paciente tem indicação cirúrgica e que preencheu os pré-requisitos, iniciam-se os preparativos para a cirurgia.

Neta etapa o paciente deve ser informado sobre tudo. Deve conhecer a doença “obesidade”, sua origem, conseqüências, riscos de “ser obeso”, opções de tratamentos, dietas, tipos de cirurgias e seus riscos associados (vômitos, gases, diarréia, desconforto, dor e até risco de vida). Enfim, todo obeso deve tornar-se um expert no assunto.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, é preciso que o paciente realize uma série de exames antes de dar início a cirurgia. Vale lembrar que o procedimento vai de acordo com cada indivíduo e seus devidos problemas de saúde.

Contraindicações

Em algumas situações o paciente não deve realizar o procedimento cirúrgico, como:

  • IMC entre 25,1 e 29,9 sem presença de complicações;
  • Deficiência intelectual significativa;
  • Quadro de transtorno psiquiátrico não controlado;
  • Algumas doenças genéticas.

Tipos de Cirurgia Bariátrica

O Conselho Federal de Medicina regulou 4 tipos de cirurgias, são elas:

  • Gastroplastia em Y de Roux (GYR): também conhecida como Bypass Gástrico, diminui para 10% a capacidade do estômago, restringindo a quantidade de comida ingerida e desviando esses alimentos para a primeira porção do intestino.
  • Gastrectomia vertical (GV): remove de 70 a 85% do estômago do paciente, transformando-o em um tubo estreito.
  • Derivação Bileopancreática (DBP): é uma associação da Gastrectomia Vertical, com 85% do estômago retirado, com desvio intestinal.
  • Banda gástrica ajustável: é um dispositivo de silicone colocado no começo do estômago. Ela fica ligada a uma espécie de reservatório no qual é possível injetar água destilada para apertar mais o estômago ou esvaziar para aliviar a restrição.

Na maioria dos pacientes, a cirurgia bariátrica – além de levar a uma perda de peso grande – traz benefícios no tratamento de todas as outras doenças relacionadas à obesidade.

É importante que o Médico Endocrinologista seja consultado.

Em caso de dúvidas, busque o especialista. Para saber se o médico é endocrinologista associado à SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia) , procure aqui.

Para ler mais sobre obesidade, clique aqui.

Iniciar WhatsApp
Como posso te ajudar?
Olá!
Podemos te ajudar?