Colesterol e Triglicerídeos
Colesterol e triglicerídeos: o que são e como influenciam em nossas vidas.
5 de setembro de 2017
A Glândula Hipófise, também chamada de Pituitária, é uma pequena glândula localizada na base do crânio que possui extrema importância no controle do funcionamento das outras glândulas endócrinas.
A Hipófise e as síndromes clínicas hipofisárias
21 de setembro de 2017
Exibir tudo

Andropausa – Sintomas, Causas e Tratamentos.

Andropausa

Sintomas da Andropausa afetam homens a partir dos 40 anos.

A testosterona é um hormônio produzido principalmente pelos testículos e uma menor parcela pelas glândulas supra-renais. A produção testicular apresenta um declínio gradual e progressivo com o envelhecimento. A testosterona é o hormônio responsável pela voz grossa, massa muscular e padrões de pelos facial e corporal nos homens.

A andropausa é uma condição associada à diminuição desse hormônio masculino e se caracteriza por uma série de sintomas desconfortáveis, mais comumente disfunção erétil, diminuição da libido, irritabilidade, perda de músculo e fadiga.

Sintomas

Os sintomas da andropausa podem ser confundidos com sinais de envelhecimento e, geralmente, não são tratados. No entanto, níveis adequados de testosterona são vitais para a saúde e o bem-estar do homem. Vários estudos confirmaram que os homens que não conseguem tratar baixos níveis de testosterona estão em maior risco de problemas de saúde como doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e hipertensão.

Os principais sintomas são:

  • Irritabilidade;
  • Depressão;
  • Ganho de peso;
  • Perda de músculo;
  • Baixa libido;
  • Disfunção erétil;
  • Perda de cabelo;
  • Suor noturno;
  • Perda de memória;
  • Insônia;
  • Fadiga;
  • Energia baixa;
  • Ginecomastia.

Tratamentos

A andropausa não é uma doença nem uma condição que possa ser curada, porque se trata de uma mudança hormonal do corpo devido ao passar dos anos. Portanto, quando falamos em tratamento da andropausa, estamos nos referindo às formas de aliviar os sintomas e conseguir conviver com esta nova etapa da vida.

A reposição hormonal é uma opção de tratamento, que deve ser utilizada com bastante critério, e não deve ser vista como o resgate da juventude para o paciente masculino. O tratamento visa garantir a qualidade de vida e bem estar do homem, garantindo um processo de envelhecimento saudável, mas sempre deve ser supervisionado por um endocrinologista, após exame físico detalhado e coleta de exames laboratoriais que avaliem a sua situação e necessidades particulares de forma criteriosa. Também é importante lembrar que existem contra-indicações ao tratamento e estas devem ser levadas em consideração, por exemplo apneia do sono e câncer de próstata.

Dentre os medicamentos para reposição de testosterona, temos injetáveis como durateston e nebido e também solução tópica, o axeron, semelhante a um desodorante. Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre as orientações do seu endocrinologista. Não se automedique ou utilize quantidades superiores aquela prescrita.

Este artigo é meramente informativo. Neste site não receitamos nenhum tratamento médico nem realizamos nenhum tipo de diagnóstico.

Convidamos você a recorrer a um médico endocrinologista no caso de apresentar qualquer um dos sintomas acima.

Leitura complementar: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Leia também: Cinco fatores pouco conhecidos que podem melhorar sua qualidade de vida.

Iniciar WhatsApp
Como posso te ajudar?
Olá!
Podemos te ajudar?